- Belung Magazine
Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao usar este site, você concorda com o uso deles. OK, eu concordo Mais informações

View other editions

Tosse na FPI: um sintoma difícil

Tosse: para a maioria das pessoas, é a forma mais fácil de limpar a garganta ou apenas um sintoma irritante da constipação comum. Mas, para pessoas com uma doença pulmonar, a tosse pode ser muito diferente. Para doentes com FPI, por exemplo, a tosse pode ter um enorme impacto negativo na sua qualidade de vida. Pode também ser um sinal de uma doença mais grave. Apesar deste impacto, poucos estudos investigaram a causa da tosse na FPI, havendo falta de tratamentos eficazes.

cough-ipf-belungmagazine

Alguns doentes tossem cerca de 2 vezes por hora, mas noutros este número atinge um impressionante número de 39 episódios de tosse por hora

Uma vez que a tosse é um sintoma comum de muitas doenças pulmonares, os doentes com FPI muitas vezes sofrem durante anos antes de ser realizado um diagnóstico definitivo. Em muitos doentes com FPI, a tosse é o primeiro sintoma e não responde a inibidores da tosse. Os doentes descrevem uma tosse seca que piora ao realizar exercício ou a falar. Alguns doentes tossem cerca de 2 vezes por hora, mas noutros este número atinge um impressionante número de 39 episódios de tosse por hora! É possível imaginar que isto tenha um enorme impacto negativo na qualidade de vida de um doente. Frequentemente, os doentes modificam em grande medida as suas vidas para evitarem situações sociais nas quais a sua tosse possa ser embaraçosa.

No entanto, apesar deste enorme impacto na qualidade de vida, a tosse na FPI também demonstrou ser um indicador da gravidade e progressão da doença. Infelizmente, o mecanismo exato da tosse na FPI não é conhecido com exatidão. Trata-se de um reflexo complexo e as alterações no tecido pulmonar na FPI poderão, em última instância, originar uma sensibilidade aumentada à tosse. Isto significa que, na FPI, os doentes tossem mais cedo após estimulação dos seus pulmões por parte de um agente irritante, comparativamente com pessoas saudáveis. Igualmente, ainda é necessário fazer progressos no tratamento da tosse na FPI. A maioria dos doentes terá tentado inibidores da tosse padrão, mas estes têm uma eficácia limitada. 

Na FPI, os doentes tossem mais cedo após estimulação dos seus pulmões por parte de um agente irritante, comparativamente com pessoas saudáveis

Portanto, é possível concluir que a tosse na FPI tem um enorme impacto na vida dos doentes com esta patologia e ainda é necessária muita investigação, não só sobre os mecanismos da tosse, mas também - e talvez principalmente - sobre tratamentos eficazes.

Fonte:
Vigeland CL, Hughes AH, Horton MR. Etiology and treatment of cough in idiopathic pulmonary fibrosis. Respir Med 2017;123:98–104.

 

disclaimer
PM/INS-181010_jun2018