- Belung Magazine
Este site usa cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao usar este site, você concorda com o uso deles. OK, eu concordo Mais informações

View other editions

Utilizar um resultado centrado no doente no estudo da FPI

Trata-se de um aspeto frequentemente observado nos cuidados de saúde: a discrepância entre a percepção do médico e a do doente. Enquanto alguns médicos têm tendência a centrarem-se mais veementemente nos números e resultados de exames, a maioria dos doentes tende a centrar-se mais nas experiências pessoais da sua doença. Isto também se verifica com a fibrose pulmonar idiopática (FPI) e os investigadores defendem atualmente um método de estudo da FPI mais centrado no doente.

tangible-outcomes-belungmagazine

Um dos resultados de exames no qual os pneumologistas tendem a focar-se quando tratam a FPI é a «CVF» ou «capacidade vital forçada». Embora este seja certamente um aspeto muito importante sobre o modo como os pulmões estão a funcionar, é uma expressão que os doentes dificilmente utilizam quando falam sobre a sua FPI. Contudo, em ensaios clínicos que investigam novas terapêuticas para a FPI, a eficácia do tratamento é frequentemente definida como uma redução no declínio da CVF. «E isto deve mudar», referem os investigadores.

Os investigadores baseiam esta observação em percepções adquiridas durante um estudo da FPI realizado nos Estados Unidos. Neste estudo, foi analisado o número de doentes hospitalizados devido a queixas relacionadas com problemas respiratórios e não devido a reduções na CVF. Os resultados demonstraram que os doentes que receberam um tratamento específico para a FPI apresentaram um menor risco de hospitalizações relacionadas com problemas respiratórios.

Esta foi a primeira vez em que foi utilizada uma redução nas hospitalizações relacionadas com problemas respiratórios como medida de resultados num estudo da FPI

Esta foi a primeira vez em que foi utilizada uma redução nas hospitalizações relacionadas com problemas respiratórios como medida de resultados num estudo da FPI. Os investigadores vêem muitas vantagens na inclusão desta medida de resultados centrada no doente em futuros ensaios clínicos. Uma grande vantagem desta medida é que pode ser facilmente utilizada pelos médicos para consultar os doentes sobre possíveis vantagens e desvantagens de um tratamento específico. Uma diminuição das visitas hospitalares é um facto muito significativo para os doentes e pode ajudar no processo de tomada de decisão. De acordo com os investigadores, este facto pode também influenciar o desenvolvimento de orientações de tratamento e o reembolso de cuidados médicos. Adicionalmente, um tratamento que reduza o número de vezes que um doente é hospitalizado adquire relevância direta num dos objetivos mais importantes no tratamento da FPI: doentes com uma vida mais saudável. 

Uma diminuição das visitas hospitalares é um facto muito significativo para os doentes e pode ajudar no processo de tomada de decisão
Fonte:
Podolanczuk AJ, et al. Am J Respir Crit Care Med 2017. doi: 10.1164/rccm.201705-0975ED.
Ley B, et al. Am J Respir Crit Care Med 2017. doi: 10.1164/rccm.201701-0091OC.

 

disclaimer
PM/INS-181010_jun2018